Você sabe usar o termo “onde” corretamente? Veja exemplos de seu uso

O advérbio “onde” está cada vez mais comum nos discursos e conversas informais, mas, na maioria das vezes, é empregado de forma incorreta. Para que você faça bonito nas provas e no dia a dia, listamos o uso correto de “onde” e quando ele não deve ser utilizado. - Noção de lugar Experimente substituir esse termo por “local em que/lugar em que” e veja se a frase faz sentido. Se fizer, está correto. Veja os exemplos: - Estava em sua casa, onde acontecia uma festa incrível; - Entrou como um foguete na casa onde eu morava; - A casa onde moro é espaçosa; - Moro onde meu dinheiro consegue pagar; - Onde ficará esse entulho? Quando não usar “onde” Tente a mesma técnica desta vez. Substitua “onde” por em que/lugar em que e veja que não dá mais certo. Portanto, seu uso é errad
Ler mais

Entenda o conceito de Limite em Cálculo e veja como aplicá-lo

Fundamental na disciplina Cálculo Diferencial e Integral, o conceito de Limite integra uma cadeia composta por Conjuntos, Funções, Continuidade, Derivadas e Integrais. Os três últimos conceitos só são entendidos se, antes, for compreendida a Teoria de Limites. A Teoria de Limites descreve o comportamento de uma função à medida que o seu argumento se aproxima de um determinado valor, assim como o comportamento de uma sequência de números reais, à medida que o índice (da sequência) vai crescendo. Funções polinomiais, exponenciais, logarítmicas e racionais são muito úteis para o estudo do conteúdo de limites. Os limites podem ser intuitivos, ou seja, uma incógnita que "tende" a ser um determinado número. No limite essa incógnita nunca vai ser o número, mas vai se aproximar muito, de tal maneira que
Ler mais

Aprenda como funcionam os aceleradores de partículas e para que servem

A Física de Partículas, conceito criado em 1950, gerou a necessidade de um meio para estudar essas pequenas partículas e suas interações, ou seja, a matéria em seu interior. Foi aí, então, que surgiram os aceleradores, capazes de detectar antipartículas, como os antiprótons e os antinêutrons. Os aceleradores de partículas funcionam da seguinte forma: provocando um aumento de velocidade em uma partícula carregada por meio de campos eletromagnéticos. Essa partícula é atirada contra um ponto específico, onde existem detectores que registram o evento. Um exemplo simples de acelerador de partículas é a televisão, onde elétrons são liberados, acelerados por um campo elétrico e colimados por um campo magnético, atingindo a tela e formando a imagem. Dois conceitos estão presentes quando isso ocorre: o aumento de
Ler mais

Aprenda a usar corretamente as aspas e veja quando elas são necessárias

Aprenda a usar corretamente as aspas e veja quando elas são necessárias
As aspas parecem sinais gráficos bastante simples, porém elas têm aplicações bastante específicas e, se usadas de forma errada, podem dar uma sentido contrário ou prejudicarem o texto, especialmente redações de vestibulares ou concursos. Por isso, esclarecemos a seguir quando e como utilizá-las. As aspas são utilizadas em pares – uma no começo e uma no fim do texto e são aplicáveis nas seguintes ocasiões: - Destacar uma palavra ou trecho transcrito Isso acontece bastante em publicações, destacando declarações feitas por entrevistados. Em trabalhos escolares, as aspas servem para mostrar um trecho que foi extraído da mesma forma como estava no texto pesquisado, indicando que essa parte pertence ao autor. Se o trecho for muito grande, colocam-se as aspas apenas no início de cada parágrafo. O último recebe
Ler mais

Você sabia que o fenômeno que explica o lançamento dos foguetes é o empuxo? Entenda

Você sabia que o fenômeno que explica o lançamento dos foguetes é o empuxo? Entenda
Os foguetes são equipamentos que despertam a curiosidade e o fascínio de diversas pessoas, já que atingem velocidades e altitudes enormes até atingirem o espaço, mas você sabe qual é o princípio físico que rege seu funcionamento? Ele é baseado na terceira Lei de Newton, da Ação e Reação. Os foguetes são basicamente um projétil que levam combustível - sólido ou líquido - no seu interior. Depois, ele é queimado progressivamente na câmara de combustão, gerando gases quentes que se expandem. Na sequência, os gases são expelidos para trás por uma abertura na traseira e, ao mesmo tempo, acontece o fenômeno empuxo – reação na parede interna da câmara oposta à saída traseira. O empuxo atua de baixo para cima, no sentido contrário ao da força da gravidade.
Ler mais

Buscar post

Últimos Posts